Uma bela mudança de papéis



Larissa Souza, usuária da SORRI-BAURU, compartilha conhecimento com colaboradores da Instituição


Quando chegou à SORRI-BAURU em 2018, aos 23 anos, Larissa Souza recebeu o diagnóstico de autismo atípico e, consequentemente, a resposta para entender sua dificuldade de socialização. Assim que começaram os atendimentos na Instituição, ela se interessou pelo Programa de Educação e Reabilitação Profissional (PERP) e manifestou o desejo de ingressar no mercado de trabalho. Mal sabia ela, na ocasião, o quanto aquele primeiro passo seria significativo.

Larissa começou no curso de auxiliar de salão de beleza. Apesar de não trabalhar na área, ela credita à experiência um desenvolvimento importante da autoestima. "No ano seguinte, participei da Oficina de Confeitaria e fui uma das contempladas com o Auxílio Produção. Hoje, atendo a encomendas. Meu forte são a torta de massa podre e geleias", conta.

As descobertas também aconteceram nos estudos. A faculdade de Produção Audiovisual não despertou tanta identificação, e foi após teste vocacional na SORRI-BAURU que Larissa ingressou no curso de Letras, no Unisagrado. Ela conta que o acolhimento do corpo docente e dos colegas fez toda diferença. "Quando eu contei que era autista, todos me apoiaram". Além das disciplinas regulares, ela participa de atividades acadêmicas extras, como projetos de extensão para tradução acessível e debates. E foi um projeto de iniciação científica que a colocou em uma nova condição na SORRI-BAURU.

Optante do bacharelado em Tradução, Larissa decidiu pesquisar como a audiodescrição pode ajudar pessoas com autismo. E sugeriu à orientadora envolver a SORRI-BAURU no estudo. "O projeto foi aprovado, montamos um questionário para entender como era o trabalho dos profissionais da SORRI. Os resultados foram bem interessantes e mostraram a necessidade de implementar a ferramenta da audiodescrição."

O passo seguinte foi apresentar os resultados para colaboradores da Instituição. Pessoas que a atendem sendo capacitadas por ela! A simbologia desse ciclo é gratificante e resume a crença da SORRI-BAURU no potencial das pessoas.

"Só tenho a agradecer à SORRI pela oportunidade. Mostrar o meu conhecimento para profissionais tão capacitados, tão competentes, é desafiador, me deixou nervosa, mas foi muito importante pra mim, para o meu crescimento pessoal e profissional. Foi importante ter essa experiência e mostrar que quero contribuir para o trabalho deles, contribuir para um mundo melhor e mais acessível para as pessoas. Isso até me emociona um pouco... A sensação, ao final de tudo, foi maravilhosa. Foi muito bom estar ali, passando conhecimento, mostrando o que estou aprendendo."

A SORRI-BAURU é quem agradece, Larissa!


Nossas mídias sociais (clique para acessar):
Facebook
Instagram
LinkedIn
Twitter

Galeria de fotos